Aprendendo Inglês Com Vídeos #107: Everything You Need To Know About Zika Virus

26023

Aprendendo inglês com vídeos é uma série de posts em que traremos para vocês vídeos acompanhados de transcrições e traduções, pois este é um material de altíssima qualidade para qualquer estudante de inglês. A grande maioria dos vídeos virão do YouTube, assim como forma de retribuir aos criadores dos vídeos incríveis que vamos usar, pedimos que você sempre dê o seu “Gostei” no vídeo (ao clicar para reproduzir o vídeo você verá a opção “gostei” no próprio vídeo)

Everything You Need To Know About Zika Virus (Transcrição)

1 – On February first, 2016 The World Health Organization declared a public health emergency of international concern over the Zika virus. Here’s everything we know so far. In 1947 in the Zika forest of Uganda, the first samples of the virus were isolated from a captive rhesus monkey.

2 – The next year, scientists recover the virus from an Aedes africanus mosquito in the same forest. Four years later, the first cases of the Zika virus are found in humans, both in Uganda and the United Republic of Tanzania. In 2007, the first large outbreak of Zika is found on the Pacific island of Yap, with 185 suspected cases.

3 – Prior to this, only 14 cases of Zika had ever been documented. On March second, 2015 Brazil notified the World Health Organization of an illness causing skin rashes in the northeastern states. Zika was not a suspect at this point, so patients were not tested for it.

4 – As of February 2016, Brazilian national authorities estimate between 500,000 and 1.5 million cases of the Zika virus, and a total of 39 countries reporting local circulation of the disease. Zika spreads when an infected person is bitten by an Aedes mosquito.

5 – Then the infected mosquito goes on to bite someone else. If a pregnant mother contracts the virus, it can be passed on to her unborn child. Although the virus has been spreading quickly, only about one in five people who contracts Zika actually become sick.

6 – The symptoms of Zika are generally mild, including fever, skin rash, red eyes, muscle and joint pain, and headache. The symptoms generally clear up within two to seven days, and can be treated with some common pain and fever medicines.

7 – What’s troubling about Zika is the increase in a disease known as Microcephaly in some of the countries that have known outbreaks of the virus. The condition causes newborns to be born with a small head or have heads that stop growing after birth. If the smaller head affects brain growth, it may cause developmental disabilities.

8 – Currently, health officials are researching the possible link between the Zika virus in pregnant women and the increase in cases of Microcephaly. It is recommended that pregnant women in the affected countries take extra precautions to avoid mosquitoes until more is understood about the virus.

9 – The World Health Organization has drafted a $56 million strategic response plan to provide surveillance of the Zika virus, control the spread of the Aedes mosquitoes, and support vaccine research.

10 – And that’s the bulk of what we know so far. A lot of research must still be done to further our understanding of the virus and take steps towards developing a cure.

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre o Zika Virus (Tradução)

1 – No dia primeiro de fevereiro de 2016, a Organização Mundial de Saúde declarou um emergência de  saúde pública de preocupação internacional sobre o Zika Virus. Aqui está tudo o que sabemos até agora. Em T1947 na floresta Zika de Uganda, as primeiras amostras do vírus foram isoladas de um  macaco rhesus em cativeiro.

2 – No ano seguinte, os cientistas reencontram o vírus em um mosquito aedes africanus na mesma  floresta. Quatro anos depois, os primeiros casos do vírus Zika são encontrados em humanos, tanto  em Uganda quanto na República Unida da Tanzânia. Em 2007, o primeiro grande surto de Zika é  encontrado na ilha de Yap no pacífico, com 185 casos suspeitos.

3 – Antes disso, somente 14 casos de Zika tinham sido documentados na história. No dia dois de  março de 2015, o Brasil notificou a Organização Mundial de Saúde sobre uma doença causando  erupções cutâneas nos estados do Nordeste. O Zika não era suspeito à esta altura, então os  pacientes não foram testados para este fim.

4 – A partir de fevereiro de 2016, as autoridades nacionais brasileiras estimam entre 500.000 e  1.5 milhões de casos de Zika vírus, e um total de 39 países relatando circulação local da  doença. O Zika se espalha quando uma pessoa infectada é mordida por um mosquito Aedes.

5 – Então, o mosquito infectado prossegue para morder outra pessoa. Se uma mãe grávida contrai o
vírus, ele pode ser passado para o feto. Embora o vírus tenha se espalhado rapidamente, somente
uma a cada cinco pessoas que contraem o vírus, de fato ficam doentes.

6 – Os sintomas do Zika são normalmente brandos, incluindo febre, erupções cutâneas, olhos vermelhos, dor nas juntas e nos músculos, e dor de cabeça. Os sintomas geralmente desaparecem dentro de dois a sete dias, e podem ser tratados com medicamentos comuns para febre e dor.

7 – O que é preocupante sobre o Zika, é o aumento de uma doença conhecida como Microcefalia em alguns dos países que tiveram surtos da doença. A condição faz com que recém-nascidos nasçam com uma cabeça pequena ou tenham cabeças que param de crescer depois de seu nascimento. Se a cabeça menor afetar o crescimento do cérebro, isso pode causar deficiências de desenvolvimento.

8 – Atualmente, oficiais de saúde estão pesquisando a possível ligação entre o Zika vírus em mulheres grávidas e o aumento de casos de microcefalia. É recomendado que as mulheres grávidas nos países afetados tomem precaução extra para evitar os mosquitos, até que mais seja entendido sobre o vírus.

9 – A Organização Oficial de Saúde elaborou um plano estratégico de resposta de $56 milhões para prover vigilância do Zika vírus, controlar a propagação dos mosquitos Aedes, e apoiar a pesquisa de vacina.

10 – E esta é a maior parte do que sabemos até agora. Muita pesquisa deve ainda ser feita para melhorar nosso entendimento do vírus e dar os passos em direção ao desenvolvimento de uma cura.

Espero que vocês tenham gostado do vídeo de hoje e da transcrição/tradução! Como sempre, não deixem de visitar o vídeo no Youtube e dar o seu “gostei”, pois assim vocês estão ajudando o trabalho dos criadores desses vídeos incríveis! Link para o vídeo no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=2BxdNA6uxeA Abração e bons estudos a todos vocês!

Aulas e materiais de estudo gratuitos!

Quer receber materiais gratuitos para estudar inglês toda semana? Basta informar seu e-mail abaixo:

Jamais enviaremos e-mails não solicitados (spam)! Powered by ConvertKit