Aprendendo Inglês Com Vídeos #139: The Most Difficult Words to Translate

46903

Aprendendo inglês com vídeos é uma série de posts em que traremos para vocês vídeos acompanhados de transcrições e traduções, pois este é um material de altíssima qualidade para qualquer estudante de inglês. A grande maioria dos vídeos virão do YouTube, assim como forma de retribuir aos criadores dos vídeos incríveis que vamos usar, pedimos que você sempre dê o seu “Gostei” no vídeo (ao clicar para reproduzir o vídeo você verá a opção “gostei” no próprio vídeo)

One of The Most Difficult Words to Translate (Transcrição)

1 – Which is the hardest word to translate in this sentence? “Know” is easy to translate. “Pep rally” doesn’t have a direct analog in a lot of languages and cultures, but can be approximated.

2 – But the hardest word there is actually one of the smallest: “you.” As simple as it seems, it’s often impossible to accurately translate “you” without knowing a lot more about the situation where it’s being said.

3 – To start with, how familiar are you with the person you’re talking to? Many cultures have different levels of formality. A close friend, someone much older or much younger, a stranger, a boss. These all may be slightly different “you’s.”

4 – In many languages, the pronoun reflects these differences through what’s known as the T–V distinction. In French, for example, you would say “tu” when talking to your friend at school, but “vous” when addressing your teacher.

5 – Even English once had something similar. Remember the old-timey “thou?” Ironically, it was actually the informal pronoun for people you’re close with, while “you” was the formal and polite version.

6 – That distinction was lost when the English decided to just be polite all the time. But the difficulty in translating “you” doesn’t end there. In languages like Hausa or Korana, the “you” form depends on the listener’s gender.

7 – In many more, it depends on whether they are one or many, such as with German “Du” or “ihr.” Even in English, some dialects use words like “y’all” or “youse” the same way. Some plural forms, like the French “vous” and Russian “Вы” are also used for a single person to show that the addressee is that much more important, much like the royal “we.”

8 – And a few languages even have a specific form for addressing exactly two people, like Slovenian “vidva.” If that wasn’t complicated enough, formality, number, and gender can all come into play at the same time.

9 – In Spanish, “tu” is unisex informal singular, “usted” is unisex formal singular, “vosotros” is masculine informal plural, “vosotras” is feminine informal plural, and “ustedes” is the unisex formal plural.

10 – After all that, it may come as a relief that some languages often leave out the second person pronoun. In languages like Romanian and Portuguese, the pronoun can be dropped from sentences because it’s clearly implied by the way the verbs are conjugated.

11 – And in languages like Korean, Thai, and Chinese, pronouns can be dropped without any grammatical hints. Speakers often would rather have the listener guess the pronoun from context than use the wrong one and risk being seen as rude.

12 – In one extreme example, 18th-century scholar Wang Xihou was executed, along with his family, simply for referring to the Emperor in a too familiar way.

13 – So if you’re ever working as a translator and come across this sentence without any context: “You and you, no, not you, you, your job is to translate ‘you’ for yourselves” … Well, good luck. And to the volunteer community who will be translating this video into multiple languages: Sorry about that!

Uma das Palavras mais Difíceis de se Traduzir (Tradução)

1 – Qual é a palavra mais difícil de se traduzir nesta sentença? “Know “ é fácil de traduzir. “Pep Rally” não tem um análogo direto em muitas línguas e culturas, mas pode ser aproximado.

2 – Mas a palavra mais difícil na verdade é uma das menores: “you”. Por mais simples que possa parecer, é frequentemente impossível traduzir precisamente “you” sem saber muito mais sobre a situação em que (a palavras) está sendo dita.

3 – Para começar, o quanto você conhece a pessoa com quem você está conversando? Muitas culturas tem níveis diferentes de formalidade. Um amigo próximo, alguém muito mais velho ou muito mais novo, um estranho, um patrão. Estes todos podem ser “you’s” levemente diferentes.

4 – Em muitos idiomas, o pronome reflete estas diferenças através do que é conhecido como distinção T-V. Em francês, por exemplo, você diria “tu” ao conversar com seu amigo na escola, mas vous” ao se dirigir ao seu professor.

5 – Até mesmo o Inglês um vez teve algo parecido. Lembra do antigo “thou”? Ironicamente, ele era na verdade o pronome informal para pessoas de quem você é próximo, enquanto “you” era a versão formal e educada.

6 – Essa distinção se perdeu quando o inglês decidiu apenas ser educado o tempo todo. Mas a dificuldade em traduzir “you” não acaba aí. Em idiomas como o Hausa ou o Korana, o “you” depende do gênero do ouvinte.

7 – Em muitos outros (idiomas), isso vai depender se é um ou se são muitos (ouvintes), como por exemplo com o Alemão “Du” ou “ihr”. Até mesmo em inglês, alguns dialetos usam palavras como “‘y’all” ou “youse” do mesmo modo. Algumas formas no plural, como o Francês “vous” e o Russo “Вы” são também direcionados a uma única pessoa para mostrar que ela (o destinatário) é muito mais importante, muito parecido com o “we” real.

8 – E alguns idiomas até mesmo tem uma forma específica de se dirigir a exatamente duas pessoas, como “vidva” em Slovênio. Se não fosse complicado o suficiente, formalidade, número e gênero podem todos entrar em jogo ao mesmo tempo.

9 – Em espanhol, “tu” é singular, informal e unissex, “usted” é singular, formal e unissex, “vosotros” é masculino, informal e plural, “vosotras” é feminino, informal e plural, e “ustedes” é a forma unissex no plural.

10 – Depois disso tudo, pode ser um alívio que alguns idiomas normalmente deixam de fora o pronome da segunda pessoa. Em idiomas como o Romênio e o Português, o pronome pode ser tirado de sentenças porque fica claramente implícito pelo modo como os verbos são conjugados.

11 – E em idiomas como o Coreano, Thai e Chinês, os pronomes podem ser deixados de fora sem nenhuma dica/sinal gramatical. Os falantes frequentemente preferem deixar o ouvinte adivinhar o pronome pelo contexto do que usar a forma errada e correr o risco de serem vistos como rude.

12 – Em um exemplo extremo, o estudioso do século XVIII Wang Xihou foi executado juntamente com sua família, simplesmente por se referir ao imperador de um modo familiar demais.

13 – Então, se você algum dia você estiver trabalhando como tradutor e se deparar com esta sentença sem nenhum contexto: “You and you, no, not you, you, your job is to transite ‘you’ for yourselves” … Bom, boa sorte. E para a comunidade voluntária que estará traduzindo este vídeo para vários idiomas: Sinto muito!

Espero que vocês tenham gostado do vídeo de hoje e da transcrição/tradução! Como sempre, não deixem de visitar o vídeo no Youtube e dar o seu “gostei”, pois assim vocês estão ajudando o trabalho dos criadores desses vídeos incríveis! Link para o vídeo no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=fNV7CsKI5m8 Abração e bons estudos a todos vocês!

Aulas e materiais de estudo gratuitos!

Quer receber materiais gratuitos para estudar inglês toda semana? Basta informar seu e-mail abaixo:

Jamais enviaremos e-mails não solicitados (spam)! Powered by ConvertKit