Aprendendo Inglês Com Vídeos #140: Should You Be Listening To Music At Work?

31551

Aprendendo inglês com vídeos é uma série de posts em que traremos para vocês vídeos acompanhados de transcrições e traduções, pois este é um material de altíssima qualidade para qualquer estudante de inglês. A grande maioria dos vídeos virão do YouTube, assim como forma de retribuir aos criadores dos vídeos incríveis que vamos usar, pedimos que você sempre dê o seu “Gostei” no vídeo (ao clicar para reproduzir o vídeo você verá a opção “gostei” no próprio vídeo)

Should You Be Listening To Music At Work? (Transcrição)

1 – You know, stock music always makes me feel so productive. Hi there harmonically inclined homies, Trace here for DNews. We all know music has the power to alter behaviours, like when Queen Bey makes you dance or Adele helps you work through a difficult breakup.

2 – But music also helps us get through more mundane times, like the workday. When I’m writing, I like to put on my headphones and pump up the jams… like Girl Talk or the National Treasure soundtrack. No judgement. And that may not be such a bad thing.

3 – A recent study in the Journal of Organizational Behavior took a close look at how music affects cooperation. Researchers put 78 college students into two groups: one exposed to happy music, and the other to unhappy music.

4 – Now, before we go any further, we know “happy” is a pretty broad term, but according to these researchers they decided to add “Yellow Submarine” by the Beatles; “Walking on Sunshine” by Katrina and the Waves; and — of course — the theme song from “Happy Days”. That was all “happy” music.

5 – And for unhappy music, they played songs from less familiar heavy metal bands. Songs like “Smokahontas” by Attack Attack! and “You Ain’t No Family” by Iwrestledabearonce. Cool band name, by the way. Alright, back to the study.

6 – Individuals had to decide how much money they wanted to put into a group pool and how much they wanted to keep for themselves. To incentivize cooperation, money put into the pool would be multiplied one and a half times before being split evenly.

7 – The results showed that contributions into the pool were about one-third higher than with happy music than with unhappy. And listening to music you like is not just good for group work.

8 – A music therapy expert at the University of Miami conducted a study with 56 computer developers who were asked to keep a detailed music log. In the log, participants recorded how they felt before and after listening to music, how long they listened, and their music selections.

9 – The log was then compared to their overall quality of work. The results showed that developers came up with better ideas plus worked better and faster with music on. Without music, they had poorer work quality overall.

10 – So music may make you more cooperative and increase your productivity, but there is also evidence that it can sometimes have a negative effect, depending on the task at hand, of course. One study at Florida Atlantic University observed 45 students to see how fast they wrote essays with or without music.

11 – The results showed that those who listened to music while writing wrote slower by an average of 60 words per hour, concluding that music may actually be distracting when doing something as cognitive as essay writing.

12 – So when it comes to music in the workplace, remember that there are as many variables as there are different musical genres. Not only should you consider happy versus unhappy music — whatever that may be for you — but also consider what it is you actually do at work.

13 – If you’re going through a vacation’s worth of junk email, go ahead and turn on those beats! But if you’re trying to meet a tight deadline on a quarterly report, silence just may be your best bet. Understanding how music can affect you is not just good for getting work done, it’s a profitable area of study.

14 – Casinos also use music and different musical cues to keep you gambling and happy. I learned that in Casino Secrets on DiscoveryGO. DiscoveryGo lets you watch your favorite Discovery shows on your phone or tablet.

15 – Download it for free at your app store! So just because “Yellow Submarine” was classified as “happy” music by some researchers doesn’t necessary mean it’s good music…or does it? – Is There A Formula Behind Good Music? Jules talks more about it here.

16 – Notes a fifth apart, like a C and a G, create a nice repeating pattern. And we call this, consonants. But, lower that G a half step to F sharp and suddenly the new wave form pattern goes crazy. Dodging, tipping, diving, ducking and dodging all over the place. And this is called dissonants.

17 – What do you listen to when you want to get ish done? Seriously, I am standing by this National Treasure Soundtrack. It’s amazing for my brain… I  mean, I can’t do a Nick Cage impression, but if i could I would.

Você Deveria Estar Ouvindo Música no Trabalho? (Tradução)

1 – Sabe, stock music sempre faz eu me sentir mais produtivo. E aí, pessoal com tendências harmônicas, Trace aqui para o DNews. Todos nós sabemos que a música tem o poder de alterar comportamentos, como quando o Queen Bey te faz dançar ou a Adele te ajuda a trabalhar em meio a um término (de relação) difícil.

2 – Mas a música também nos ajuda a passar por períodos mais mundanos, como a jornada de trabalho. Quando eu estou escrevendo, eu gosto de colocar meus headphones e aumentar o som…Tipo, Girl Talk ou a trilha sonora do National Treasure. Sem julgamentos. E isso pode não ser algo tão ruim.

3 – Um estudo recente no Diário do Comportamento Organizacional deu uma olhada de perto em como a música afeta a cooperação. Pesquisadores colocaram 78 estudantes universitários em dois grupos: um exposto à música feliz, e o outro à música triste.

4 – Agora, antes de irmos mais longe, nós sabemos que “feliz” é um termo bem amplo, mas de acordo com esses pesquisadores, eles decidiram adicionar “Yellow Submarine” dos Beatles; “Walking on Sunshine” de Katrina and the Waves, e claro, o tema de “Happy Days”. Essas foram todas músicas “felizes”.

5 – E para as músicas tristes, eles tocaram músicas de bandas de heavy metal menos conhecidas. Músicas como “Smokahontas” do Attack Attack! e “You ain’t No Family” do Iwrestledabearonce. Nome de banda lega, a propósito. Certo, de volta ao estudo.

6 – Os indivíduos tinham que decidir quanto dinheiro eles queriam colocar em uma contribuição coletiva e quanto eles queriam guardar pra si mesmos. Para incentivar a cooperação, o dinheiro colocado na coleta seria multiplicado uma vez e meia antes de ser divido igualmente.

7 – Os resultados mostraram que as contribuições para a coleta foram cerca de um terço maiores com música feliz do que com a triste. E ouvir música que você gosta não é somente bom para trabalho em grupo.

8 – Um especialista em terapia com música da University of Miami conduziu um estudo com 56 programadores que foram pedidos para manter um registro musical detalhado. No registro, os participantes gravavam como eles se sentiam antes e depois de ouvir música, quanto tempo eles ouviram e suas seleções musicais.

9 – O registro então foi comparado com sua qualidade geral de trabalho. Os resultados mostraram que os desenvolvedores tiveram ideias melhores e ainda trabalharam melhor e mais rápido com música. Sem música, eles tiveram uma qualidade de trabalho mais pobre no geral.

10 – Então, música pode fazer você mais cooperativo e aumentar sua produtividade, mas também existe evidências de que às vezes pode ter um efeito negativo, dependendo da tarefa desempenhada, é claro. Um estudo na Florida Atlantic University observou 45 alunos para ver quão rápido eles escreviam dissertações com e sem música.

11 – Os resultados mostraram que aqueles que ouviram música enquanto escreviam escreveram mais devagar com uma média de 60 palavras por hora, concluindo que música pode na verdade ser uma distração quando se está fazendo algo tão cognitivo quanto escrever uma dissertação.

12 – Então quando se trata de música no local de trabalho, lembre-se que há tantas variantes quanto gêneros musicais. Você não deve somente considerar música feliz versus music triste – seja lá o que isso seja para você – mas também considerar o que você na verdade faz no trabalho.

13 – Se você estiver lidando com uma tonelada de emails spam, vá em frente e aumente o som! Mas se você estiver tentando cumprir um prazo apertado de um relatório trimestral, o silêncio pode ser sua melhor aposta. Entender como a música pode te afetar não é somente bom para finalizar serviço, é uma área de estudo lucrativa.

14 – Casinos também usam música e sinais musicais para te manter apostando e feliz. Eu aprendi isso no Casino Secrets no DiscoveryGO. O DiscoveryGo permite que você assista aos seus programas favoritos da Discovery no seu celular ou tablet.

15 – Baixe de graça na sua app store! Então, só porque “Yellow Submarine” foi classificado como música “feliz” por alguns pesquisadores não significa necessariamente que é boa música…ou significa? Existe uma fórmula por trás da boa música? O Jules fala mais sobre isso aqui.

16 – Notas uma quinta abaixo, como um C e um G, criam um ótimo padrão repetitivo. E nós chamamos isso consonantes. Porém, abaixe esse G meio tom para F sustenido e de repente, a nova forma da onda fica louca. Esquivando, vibrando, mergulhando, curvando, escapando por todo o lugar. E isso é chamado dissonantes.

17 – O que você ouve quando você quer terminar alguma coisa? Sério, eu vou ficar com essa trilha do National Treasure. Ela é maravilhosa pro meu cérebro… Digo, Eu não consigo fazer uma imitação do Nícolas Cage, mas se eu pudesse eu faria.

Espero que vocês tenham gostado do vídeo de hoje e da transcrição/tradução! Como sempre, não deixem de visitar o vídeo no Youtube e dar o seu “gostei”, pois assim vocês estão ajudando o trabalho dos criadores desses vídeos incríveis! Link para o vídeo no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=BsWDF8lIGFs Abração e bons estudos a todos vocês!

Aulas e materiais de estudo gratuitos!

Quer receber materiais gratuitos para estudar inglês toda semana? Basta informar seu e-mail abaixo:

Jamais enviaremos e-mails não solicitados (spam)! Powered by ConvertKit