Aprendendo Inglês Com Vídeos #57: A brief history of video games (Part I)

22317

Aprendendo inglês com vídeos é uma série de posts em que traremos para vocês vídeos acompanhados de transcrições e traduções, pois este é um material de altíssima qualidade para qualquer estudante de inglês. A grande maioria dos vídeos virão do YouTube, assim como forma de retribuir aos criadores dos vídeos incríveis que vamos usar, pedimos que você sempre dê o seu “Gostei” no vídeo (ao clicar para reproduzir o vídeo você verá a opção “gostei” no próprio vídeo).

A brief history of video games – Part I (Transcrição)

Hi, I’m Medium Invader from the classic video game Space Invaders, and I want to tell you a little bit about where video games came from. A video game is an electronic game that has an interface designed for human interaction on a video device. Simple.

Video games are used by scientists, the military, and people like you, and their evolution has spread across arcades, consoles, computers, smart phones, and all kinds of other electronics. These days video games are everywhere, but they were actually made in science labs. In fact, the earliest U.S. video game patent on record was in 1948, and at the time it was referred to as a cathode-ray tube amusement device.

That’s a mouthful! Some of the earliest video games include the Nimrod computer, OXO, Tennis for Two, and my personal favorite, Spacewar! But none of these early video games were ever sold to the public because they were either too huge or too expensive to get out of the lab.

This all changed when a man named Ralph Baer looked at his television screen and wondered how else it might be used. In 1972, Baer’s idea to get video games out of the science lab and into the living room led to the release of a game console called Odyssey. Odyssey allowed you to play a game on your TV.

At about the same time, two other people, Nolan Bushnell and Ted Dabney, were working on something similar in a little company called Atari. You might have heard of it, and even if you haven’t, I’m sure that your Dad has. Atari’s first major game release was in 1972, an arcade game called Pong. It was an immediate hit, and it’s credited as the first commercially successful video game.

Atari then released a home version of Pong in 1974. By 1978, competition between Atari and another game company called Midway was heating up. Midway had licensed an arcade game for the Japanese company, Taito, that put them on the map. The game: Space Invaders. It featured iconic actors, like me, and it went on to become the second highest selling arcade game of all time.

Space Invaders also helped kick off what is known as the Golden Age of Arcade Games. In response, Atari followed with the release of the arcade game Asteroids, which ranked sixth on the list of highest selling arcade games. It was a good game, but it’s no Space Invaders. By 1980, color came to arcade games, and this was also the year that another video gaming milestone was born.

Pac-Man, created by the Japanese company Namco, was brought to the U.S. by Midway. Important to the spread of video games into popular culture, Pac-Man was a character that could be licensed. It wasn’t long before it had a song on the charts, a Saturday morning television show, and all sorts of other products. In just a year, Pac-Man arcade games made over one billion dollars in quarters.

Then, in 1981, a company called Nintendo started making waves in the U.S. video game market with their release of Donkey Kong. It was the earliest video game to have a storyline. The story went a bit like this: Donkey Kong is the pet of a carpenter named Jumpman. Jumpman mistreats his pet ape, so the ape steals his girlfriend, leaving the game player to assume the role of Jumpman and rescue the girl.

Jumpman was eventually renamed to Mario. Other iconic arcade games from the early 80s include Frogger, Dragon’s Lair, and Mario Brothers. Perhaps the last iconic game considered to be part of the Golden Age of Arcade Games is Double Dragon. It was the first really successful example of the beat-them-up genre. It was released in 1987, and, like Donkey Kong, it featured a damsel in distress storyline, a storyline common in many video games.

By the mid-90s, the Golden Age of Arcade Games was coming to an end, and the home game console was gaining in popularity. While arcade games continued to decline in sales over the years, the popularity of video games was merely beginning, and we’ll talk about that and a lot more in part two of a brief history of video games.

Uma breve história dos videogames (Parte I)

Olá, eu sou o Medium Invader do clássico vídeo game Invasores do Espaço, e eu quero contar a vocês um pouquinho sobre de onde vieram os videogames. Um videogame é um jogo eletrônico que tem uma interface desenvolvida para interação humana em um dispositivo de vídeo. Simples.

Os vídeos games são usados por cientistas, militares e pessoas como você, e a evolução deles se espalhou pelos fliperamas, consoles, computadores, smart phones e vários outros tipos de eletrônicos. Hoje em dia os videogames estão por toda parte, mas na verdade, eles foram criados em laboratórios científicos. De fato, a patente de videogame mais antiga dos E.U.A, foi registrada em 1948 e naquele tempo se referiam a ele como um dispositivo de entretenimento com tubos de raios catódicos.

Que palavrão! Alguns dos primeiros videogames incluem o computador Nimrod, OXO, Tennis for Two, e o meu favorito pessoalmente, Spacewar! Mas nenhum desses antigos videogames foi alguma vez vendido ao público, porque ou eles eram enormes demais ou caros demais, para sair do laboratório.

Isso tudo mudou quando um homem chamado Ralph Baer olhou para a tela de sua televisão e quis saber para o que mais ela poderia ser usada. Em 1972, a ideia de Baer de levar os videogames para fora do laboratório e para dentro da sala de estar, levou ao lançamento de um console de jogos chamado Odyssey. O Odssey te permitia jogar um jogo na sua TV.

Mais ou menos na mesma época, duas outras pessoas, Nolan Bushnell e Ted Dabney, estavam trabalhando em algo parecido em uma pequena empresa chamada Atari. Você deve ter ouvido falar dela, e mesmo que você não tenha, tenho certeza que o seu pai ouviu. O primeiro grande lançamento de jogo da Atari foi em 1972, um jogo de fliperama chamado Pong. Foi um sucesso imediato, e é reconhecido como o primeiro videogame bem sucedido comercialmente.

A Atari então lançou uma versão doméstica do Pong em 1974. Em 1978, a competição entre a Atari e outra companhia de jogos chamada Midway, estava esquentando. A Midway obteve os direitos de um jogo de fliperama da companhia japonesa Taito, que os deu visibilidade. O Jogo: Space Invaders (Invasores do Espaço). Ele apresentava atores icônicos, como eu, e aconteceu de ele se tornar o segundo jogo de fliperama mais vendido de todos os tempos.

O Space Invaders também ajudou começar o que é conhecido como a Era de Ouro dos Jogos de Fliperama. Em resposta, a Atari seguiu com o lançamento do jogo árcade Asteroids, o qual ranqueou em sexto na lista dos jogos de fliperama mais vendidos. Era um bom jogo, mas nada como o Space Invaders. Em 1980, a cor chegou para os jogos de fliperama, e este também foi o ano que outro marco para os videogames nasceu.

Pac-Man, criado pela companhia japonesa Namco, foi trazido para os E.U.A pela Midway. Importante para a difusão dos videogames na cultura popular, O Pac-Man era um personagem que podia ser licenciado. Não demorou muito até que ele tivesse uma música nas paradas de sucesso, um programa de televisão no sábado de manhã e todo tipo de outros produtos. Em apenas uma ano, os jogos de fliperama Pac-Man fizeram mais de um bilhão de dólares em moedas de 25 centavos.

Então, em 1981, uma companhia chamada Nintendo, começou a tumultuar o mercado Americano de videogames como o seu lançamento de Donkey Kong. Foi o primeiro videogame a ter um enredo. A história era mais ou menos assim: Donkye Kong é o animal de estimação de um carpinteiro chamado Jumpman. Jumpman maltrata seu macaco de estimação, então o macaco rouba sua namorada, levando o jogador a assumir o papel de Jumpman e resgatar a moça.

Com o tempo, Jumpman mudou seu nome para Mario. Outros jogos de fliperama icônicos do começo dos anos 80 incluem Frogger, Dragon’s Lair e Mario Brothers. Talvez o último jogo icônico considerado parte da Era de Ouro dos Jogos de Fliperama é o Double Dragon. Ele foi na verdade o primeiro exemplo do gênero beat-them-up. Ele foi lançado em 1987, e como o Donkey Kong, ele apresentava um enredo com uma donzela em perigo, um enredo comum em muitos videogames.

No meio dos anos 90, a Era de Ouro dos Jogos de Fliperama estava chegando ao fim e o console caseiro de videogame estava ganhando popularidade. Enquanto as vendas dos jogos de fliperama estava caindo com o passar dos anos, a popularidade dos videogames estava mal começando, e nós vamos falar muito mais sobre isso na parte dois de Uma Breve História dos Videogames.

Glossário de estudos

Mouthful: Uma palavra ou frase longa que é difícil de se dizer. Em português, de modo sarcástico, chamamos palavras desse tipo de palavrão.

Arcade game: Jogo de fliperama

An immediate hit: Um sucesso imediado. Hit aqui lembra os hits (músicas) de sucesso.

Heating up: De forma literal, significa aumentar a temperatura, o que se encaixaria na nossa expressão brasileira “esquentar as coisas”. No caso do texto, “heating up” significa que as coisas estava ficando acirradas.

Put them on the map: Literalmente significa “colocá-los no mapa”, mas a expressão tem o sentido de dar visibilidade ou relevância a alguém.

Kick off: No contexto usado aqui, significa começar ou iniciar algo, dar um empurrãozinho. Como gírias, kick off  também tem outros significados.

Milestone: Um marco, um acontecimento importante, divisor de águas, que marca uma importante mudança.

On the charts: Nas paradas de sucesso, como quando uma música aparece demais na mídia e fica no ranking.

In quarters: Quarters aqui, se trata das moedas de 25 cents americanas.

Making waves: Literalmente, significa “fazer ondas”. O sentido da expressão porém, é o de causar tumulto, causar agitação.

Beat-them-up genre: Beat ’em ups ou Beat-them-up (conhecido também como brawlers ou briga de rua em português) são jogos eletrônicos focados no combate corpo a corpo contra múltiplas ondas de inimigos. (Fonte: wikpedia)

Espero que vocês tenham gostado do vídeo de hoje e da transcrição/tradução! Como sempre, não deixem de visitar o vídeo no Youtube e dar o seu “gostei”, pois assim vocês estão ajudando o trabalho dos criadores desses vídeos incríveis! Link para o vídeo no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=x24KoVNliMk Abração e bons estudos a todos vocês!