Aprendendo Inglês Com Vídeos #62: 3 Tips to Boost Your Confidence

19479

Aprendendo inglês com vídeos é uma série de posts em que traremos para vocês vídeos acompanhados de transcrições e traduções, pois este é um material de altíssima qualidade para qualquer estudante de inglês. A grande maioria dos vídeos virão do YouTube, assim como forma de retribuir aos criadores dos vídeos incríveis que vamos usar, pedimos que você sempre dê o seu “Gostei” no vídeo (ao clicar para reproduzir o vídeo você verá a opção “gostei” no próprio vídeo).

3 Tips to Boost Your Confidence (Transcrição)

When faced with a big challenge where potential failure seems to lurk at every corner, maybe you’ve heard this advice before: “Be more confident.” And most likely, this is what you think when you hear it: “If only it were that simple.”

But what is confidence? Take the belief that you are valuable, worthwhile, and capable, also known as self-esteem, add in the optimism that comes when you are certain of your abilities, and then empowered by these, act courageously to face a challenge head-on.

This is confidence. It turns thoughts into action. So where does confidence even come from? There are several factors that impact confidence. One: what you’re born with, such as your genes, which will impact things like the balance of neurochemicals in your brain. Two: how you’re treated.

This includes the social pressures of your environment. And three: the part you have control over, the choices you make, the risks you take, and how you think about and respond to challenges and setbacks.

It isn’t possible to completely untangle these three factors, but the personal choices we make certainly play a major role in confidence development. So, by keeping in mind a few practical tips, we do actually have the power to cultivate our own confidence.

Tip 1: a quick fix. There are a few tricks that can give you an immediate confidence boost in the short term. Picture your success when you’re beginning a difficult task, something as simple as listening to music with deep bass; it can promote feelings of power. You can even strike a powerful pose or give yourself a pep talk.

Tip two: believe in your ability to improve. If you’re looking for a long-term change, consider the way you think about your abilities and talents. Do you think they are fixed at birth, or that they can be developed, like a muscle? These beliefs matter because they can influence how you act when you’re faced with setbacks.

If you have a fixed mindset, meaning that you think your talents are locked in place, you might give up, assuming you’ve discovered something you’re not very good at. But if you have a growth mindset and think your abilities can improve, a challenge is an opportunity to learn and grow.

Neuroscience supports the growth mindset. The connections in your brain do get stronger and grow with study and practice. It also turns out, on average, people who have a growth mindset are more successful, getting better grades, and doing better in the face of challenges. Tip three: practice failure.

Face it, you’re going to fail sometimes. Everyone does. J.K. Rowling was rejected by twelve different publishers before one picked up “Harry Potter.” The Wright Brothers built on history’s failed attempts at flight, including some of their own, before designing a successful airplane.

Studies show that those who fail regularly and keep trying anyway are better equipped to respond to challenges and setbacks in a constructive way. They learn how to try different strategies, ask others for advice, and persevere.

So, think of a challenge you want to take on, realize it’s not going to be easy, accept that you’ll make mistakes, and be kind to yourself when you do. Give yourself a pep talk, stand up, and go for it.

The excitement you’ll feel knowing that whatever the result, you’ll have gained greater knowledge and understanding. This is confidence.

3 Dicas Para Aumentar a Sua Confiança (Tradução)

Quando confrontado com um grande desafio, onde falhas potenciais parecem espreitar em toda esquina, talvez você já tenha ouvido este conselho: “Seja mais confiante”. E muito provavelmente, isso é o que você pensa quando ouve isto: “Se fosse tão simples.”

Mas o que é confiança? Ter a crença de que você tem valor, que vale a pena, é capaz, também conhecida como autoestima, junte com o otimismo que existe quando você tem certeza de suas habilidades, e então, imponderado por isso, age corajosamente para enfrentar um desafio de frente.

Isso é confiança. Ela transforma pensamentos em ações. Então de onde a confiança vem mesmo? Há muitos fatores que impactam a confiança. Um: Com o que você nasceu, como os seus genes por exemplo, os quais vão impactar coisas como o equilíbrio dos neuroquímicos no seu cérebro. Dois: como você é tratado.

Isso inclui a pressão social do seu ambiente. E três: A parte sobre a qual você tem controle, as escolhas que você faz, os riscos que você corre, e como você pensa e responde aos desafios e adversidades.

Não é possível desvendar completamente esses três fatores, mas as escolhas pessoais que nós fazemos, certamente tem um papel muito importante no desenvolvimento da confiança. Então, tendo em mente algumas dicas práticas, nós na verdade temos o poder de cultivar nossa própria confiança.

Dica 1: um concerto rápido. Há alguns truques que podem lhe dar um aumento de confiança imediato no curto prazo. Imagine o seu sucesso quando você estiver começando uma tarefa difícil, algo tão simples quanto ouvir música com graves profundos; isso pode promover sentimentos de poder. Você pode ainda fazer uma pose ou se auto incentivar.

Dica dois: acredite na sua habilidade de melhorar. Se você estiver procurando por uma mudança de longo prazo, considere a maneira que você pensa sobre suas habilidades e talentos. Você acha que eles são fixados no nascimento, ou que eles podem ser desenvolvidos, como um músculo? Estas crenças importam, pois elas podem influenciar em como você age quando é confrontado com os contratempos.

Se você tiver uma mentalidade fixada, significando que você acha que seus talentos são pré-fixados, você pode desistir, assumindo que você descobriu algo em que você não é bom. Mas se você tiver uma mentalidade de crescimento e pensa que suas habilidades podem melhorar, um desafio é uma oportunidade para aprender e crescer.

A neurociência apoia a mentalidade de crescimento. As conexões no seu cérebro ficam mais fortes e crescem com estudo e prática. E também acaba que, na média, pessoas que tem uma mentalidade de crescimento, são mais bem sucedidas, tirando melhores notas, e se saindo melhor ao enfrentar desafios. Dica três: pratique o fracasso.

Seja realista, você vai falhar às vezes. Todo mundo falha. J.K Rowling foi rejeitado por doze editoras diferentes antes que uma aceitasse “Harry Potter”. Os irmãos Wright se basearam nas tentativas fracassadas de voo da história, incluindo algumas deles mesmos, antes de projetar um avião bem sucedido.

Estudos mostram que aqueles que fracassam regularmente e continuam tentando de qualquer jeito, são melhores preparados para responder aos desafios e adversidades de uma maneira construtiva. Eles aprendem como tentar estratégias diferentes, pedem conselhos aos outros, e perseveram.

Então, pense em um desafio que você quer encarar, perceba que não vai ser fácil, aceite que você vai cometer erros, e seja gentil consigo mesmo quando você cometê-los. Dê a si mesmo uma injeção de ânimo, fique de pé, e vá em direção a isto.

A empolgação que você vai sentir sabendo que independente do resultado, você irá ter ganhado um conhecimento maior e entendimento. Isso é confiança.

Glossário de Estudos

Head-on: Diretamente, frente a frente.

It turns thoughts into action (Turn into): Transformar.

Pep talk: Uma conversaa de ânimo, de incentivo. Um discurso para levantar o astral de alguém. Você mesmo pode se auto incentivar, dizendo coisas a si mesmo “Eu posso”, “eu consigo”, etc.

Long-term change (Long-term): Mudança de longo prazo – longo prazo.

Give up: Desistir.

Espero que vocês tenham gostado do vídeo de hoje e da transcrição/tradução! Como sempre, não deixem de visitar o vídeo no Youtube e dar o seu “gostei”, pois assim vocês estão ajudando o trabalho dos criadores desses vídeos incríveis! Link para o vídeo no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=l_NYrWqUR40 Abração e bons estudos a todos vocês!