Aprendendo Inglês Com Vídeos #162: Saab Gripen – New player in the fighter jet market?

17718
0

Aprendendo inglês com vídeos é uma série de posts em que traremos para vocês vídeos acompanhados de transcrições e traduções, pois este é um material de altíssima qualidade para qualquer estudante de inglês. A grande maioria dos vídeos virão do YouTube, assim como forma de retribuir aos criadores dos vídeos incríveis que vamos usar, pedimos que você sempre dê o seu “Gostei” no vídeo (ao clicar para reproduzir o vídeo você verá a opção “gostei” no próprio

Saab Gripen – New Player in The Fighter Jet Market? (Transcrição)

1 – Little defines a country’s military might and a defense company’s technical achievement better than a fighter jet. This is a Gripen, made by the Swedish company Saab, it can fly twice the speed of sound, it is nimbler than many of its competitors and carries some of the world’s most sophisticated avionics.

2 – It’s an extremely agile platform, it’s sustainable and it can go up to 9G’s and it can  – supersonic, obviously, it can go up to twice the speed of sound and it is also very controllable in low speeds, which is important – for example, when you are encountering helicopters. So it can encounter many kinds of threats.

3 – But even with these impressive stomach – churning abilities, Gripen has for years been seen as the little cousin to mightier fighters such as America’s F18 Super Hornet, France’s Rafale or Euro Fighters Typhoon.

4 – Competitors scoff at its size and its single engine and while all the other equivalent contenders in this market are backed by mighty military nations, Gripen is made here in Sweden, a neutral country which is not even a member of NATO. That’s terribly important because when you procure a fighter jet, you also buy the military allegiance of the country that builds it. It’s why the U.S. dominates the market.

5 – But after years of playing on the sidelines, Gripen recently sent shockwaves through the industry and government corridors when it won two fiercely contested and very important tenders. First in Switzerland and then Brazil – together worth about six billion dollars.

6 – It shows that different nations find Gripen a good and perfect tool for their air forces. I mean Brazil being huge nation. We have small a nation, we have Sweden, we have stone selected in Switzerland. We have a very happy customer in Thailand, Czech Republic, South Africa, Hungary. So we have a tool that fits many.

7 – The deals to build and sell potentially 58 more Gripens for foreign customers have vexed off competitors – and with good reason. Saab’s win suggests the market for the bigger players could be much smaller than they first thought. Serious air forces are now opting for less expensive fighter jets, figuring that with the right missiles attached, these Gripens are all they need to defend their territory.

8 – I think people decided to take Gripen very seriously. It’s a very clearly differentiated product and there are remarkably few of them around. It’s smaller, it’s lighter, it’s cheaper and it is designed to be relatively easy to operate. And the aircraft at the top end of the fighter market are becoming much more expensive and are not easy to operate. So having an alternative, a genuine alternative down at the bottom end… remember this is still a very sophisticated market, that makes it a disruptive force.

9 – Gripen’s next big test comes in May, Defense Minister Mouva of Switzerland, along with the country’s parliament and air force may have picked the Gripen, but in this small central European country, unlike almost anywhere else, ordinary citizens will have the final say in a referendum.

10 – A vote against Gripen would be a serious blow to Saab, but having proved to be the last one standing in Switzerland, and with a big Brazilian order, it’s unlikely to put the genie back in the bottle. Gripen, as a threat to the status quo of the global fighter jet market, is here to stay. Carola Hoyos, Financial Times, Linköping, Sweden.

Saab Gripen – Novo Player no Mercado dos Caças? (Tradução)

1 – Poucas coisas definem tão bem o poder militar de um país e as conquistas técnicas de uma empresa de defesa comparado a um caça. Este é o Gripen, feito pela empresa sueca Saab. Ele pode voar a duas vezes a velocidade do som, é mais ágil do que muitos de seus competidores e possui uma das aviônicas mais sofisticadas do mundo.

2 – É uma plataforma extremamente ágil, é sustentável, pode chegar a mais de 9Gs e pode… supersônico, obviamente, pode chegar a mais de duas vezes a velocidade do som e também é muito controlável em velocidades baixas, o que é importante – por exemplo, quando você está enfrentando helicópteros. Então, ele pode enfrentar muitos tipos de ameaças.

3 – Mas mesmo com estas incríveis habilidades capazes de dar nauseas, o Gripen tem sido por anos visto como o primo menor de caças mais poderosos como por exemplo o Americano F-18 Super Hornet, o Rafale da França ou os Euro Fighter Typhoon.

4 – Os competidores zombam de seu tamanho e seu motor único, e enquanto todos os outros concorrentes da categoria nesse mercado são apoiados por nações militares poderosas, o Gripen é feito aqui na Suécia, um país neutro que nem mesmo é um membro da OTAN. Isso é extremamente importante porque quando você adquire um caça, você também compra a aliança militar do país que o constrói. É por isso que os Estados Unidos dominam o mercado.

5 – Mas depois de anos atuando fora do centro das atenções, o Gripen recentemente incomodou a indústria e corredores governamentais quando venceu duas propostas ferozmente disputadas. Primeiro na Suíça e depois no Brasil – juntas, somam cerca de seis bilhões de dólares.

6 – Isso mostra que nações diferentes acham o Gripen uma ferramenta boa e perfeita para suas forças aéreas. Digo, o Brasil sendo uma nação enorme, nós temos uma nação pequena, nós temos a Suécia, nós temos a preferência/escolha da Suíça. Nós temos um cliente muito satisfeito na Tailândia, República Checa, África do Sul, Hungria. Então, temos uma ferramenta que satisfaz a muitos (clientes).

7 – Os acordos para construir e vender potencialmente mais 58 Gripens para clientes estrangeiros vêm irritando os concorrentes – e com razão. A vitória da Saab sugere que o mercado para os players maiores poderia ser bem menor do que pensavam originalmente. Forças aéreas importantes estão agora optando por caças mais baratos, descobrindo que com os mísseis coretos acoplados, esses Gripens são tudo o que eles precisam para defender seu território.

8 – Eu acredito que as pessoas decidiram levar o Gripen muito a sério. É muito claro que é um produto diferenciado e notavelmente, existem muito poucos deles por aí. Ele é menor, é mais leve, é mais barato, e é projetado para ser relativamente fácil de operar. E os aviões no topo do mercado dos caças estão ficando muito mais caros e não são fáceis de operar. Então, tendo uma alternativa,  uma alternativa genuína no lado de baixo (preço mais baixo)… lembre-se, esse ainda é um mercado muito sofisticado, isso torna essa uma força ininterrupta.

9 – O próximo grande teste do Gripen acontece em Maio, o ministro de defesa Mouva, da Suíça, juntamente com o parlamento do país e a força aérea, podem ter escolhido o Gripen, mas neste pequeno país do centro da Europa, diferente de qualquer outro lugar, os cidadãos comuns terão que dar a última palavra em um referendo.

10 – Um voto contra o Gripen seria algo muito ruim para a Saab, mas já tendo provado ser o último de pé na Suíça e como um grande encomenda/pedido brasileiro, é improvável que o gênio volte para a garrafa. O Gripen, como uma ameaça ao status quo do mercado global de caças, está aqui para ficar. Carola Hoyos, Financial Times, Linköping, Suécia.

Espero que vocês tenham gostado do vídeo de hoje e da transcrição/tradução! Como sempre, não deixem de visitar o vídeo no Youtube e dar o seu “gostei”, pois assim vocês estão ajudando o trabalho dos criadores desses vídeos incríveis! Link para o vídeo no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=GZ2_zoyRp8A Abração e bons estudos a todos vocês!

Receba o Resumão da Semana!

Quer receber um "Resumão da Semana" todos os sábados no seu e-mail com todos os nossos materiais e conteúdos da semana?

Jamais enviaremos e-mails não solicitados (spam)! Powered by ConvertKit