Aprendendo Inglês Com Vídeos #187: The Bizarre Story Of The Very First Vaccine

31889
16

Aprendendo inglês com vídeos é uma série de posts em que traremos para vocês vídeos acompanhados de transcrições e traduções, pois este é um material de altíssima qualidade para qualquer estudante de inglês. A grande maioria dos vídeos virão do YouTube, assim como forma de retribuir aos criadores dos vídeos incríveis que vamos usar, pedimos que você sempre dê o seu “Gostei” no vídeo (ao clicar para reproduzir o vídeo você verá a opção “gostei” no próprio vídeo)

The Bizarre Story Of The Very First Vaccine (Transcrição) 

1 – This is Europe in the 18th century. Smallpox is everywhere. 400,000 Europeans are dying from it each year. And there’s no cure, but there might be some hope. There’s a doctor who thinks he’s found a way to fight the disease. All you need to do is let him infect you with some good old fashioned Milkmaid Puss.

2 – Of course, there’s another doctor at the same time who says ‘well sure, you could do that, but it might make your face look like a cow’s.’ And the debate over vaccines began. Today vaccinations are fairly common. Here’s a quick recap of how they work. There are a number of different types of vaccines but they’re all meant to do the same thing – give your body the ability to fight a disease without actually contracting it.

3 – Whether they use a dead or weakened virus or a toxin, the vaccine will make your body activate T-Lymphocytes or B-Lymphocytes T-Cells and B-Cells. Those are simply defensive white blood cells that can remember how to battle those infections. And the idea of using a virus to prevent getting sick is older than you think. In 10th century China, people would inhale Smallpox scabs in order to contract a mild form of the disease and therefore gain immunity.

4 – But it was messy and it didn’t always work and also – gross. Fast forward to 1796, British physician Edward Jenner discovered something slightly less gross but way more effective. Milkmaids for some unknown reason were known for never contracting smallpox. Jenner believed they were getting immunity from cowpox, an unpleasant but not fatal disease. Jenner tested his theory by taking cowpox-infected puss and using it to inoculate an 8 year old boy.

5 – This wasn’t his son by the way, which yeah, does sound kind of messed up. Especially when you realise he then later exposed the boy to smallpox in order to confirm his theory. Luckily the test was a success and Jenner began treating more people, his own son included. He called the process vaccination, using the Latin word ‘vacca’ for cow. He published his work in 1798, which was met with some ridicule and repulsion. Big surprise, putting pus from a diseased person into your body didn’t really fly with everyone.

6 – Another physician, William Rowley, made a particularly outrageous claim that the vaccine caused one boy to take on the features of a cow. And it didn’t help that the vaccine wasn’t perfect either. The smallpox vaccine has been plagued with negative side effects throughout its history. Even the modern day one had some potentially serious side effects. Plus in the early 19th century, everything’s taking place before germ theory and proper sterilization.

7 – So, people would actually contract other diseases from contaminated vaccines. But despite its problems, the U.K. made vaccination mandatory in the mid 1800s. Britain actually became quite the fan of Jenner’s work with British parliament eventually paying him what now amounts to around a million dollars. This was the start of the eradication of one of humanity’s most notorious diseases. In the 20th century, there were still 300 million deaths from smallpox worldwide. But this century – zero. Nothing.

8 – The last recorded case was in 1978. Today the disease exists only in protected labs. All thanks to a curious scientist, some milk maid pus and one really, really lucky kid. Getting vaccinated is pretty normal but what about checking your poop? It’s actually more important than you think. Let Amy tell you why in this video over here. So would you have taken the first vaccine ever? Let us know in the comments, don’t forget to like this video and be sure to subscribe for more Seeker every day of the week.

A Bizarra História da Primeira Vacina (Tradução)

1 – Essa é a Europa no século XVIII. A varíola está em toda parte. 400.000 europeus estão morrendo dela cada ano. E não há cura, mas pode haver alguma esperança. Há um médico que acha que encontrou uma maneira de lutar contra a doença. Tudo o que você precisa fazer é deixar ele infectar você com um bom e velho pus de leiteira.

2 – Claro, há outro médico no mesmo período que diz ‘bem com certeza, você poderia fazer isso, mas isso pode fazer seu rosto parecer com o de uma vaca.’ E o debate sobre as vacinas começou. Hoje as vacinas são bastante comuns. Aqui está uma rápida recapitulação de como elas funcionam. Há uma diversidade de diferentes tipos de vacinas, mas todos devem fazer a mesma coisa – dar ao seu corpo a habilidade de lutar contra uma doença sem realmente contraí-la.

3 – Se eles usam um vírus morto ou enfraquecido ou uma toxina, a vacina vai fazer seu corpo ativar os linfócitos T ou linfócitos B – células T e células B. Essas são simplesmente células brancas de defesa do sangue que podem se lembrar de como combater as infecções. E a ideia de usar um vírus para evitar ficar doente é mais velha do que você pensa. Na China do século X, as pessoas inalavam crostas da varíola para contrair uma forma branda da doença e, portanto, ganhar a imunidade.

4 – Mas era confuso e nem sempre funcionava e também – repugnante. Avançando para 1796, o médico britânico Edward Jenner descobriu algo um pouco menos repugnante mas muito mais eficaz. Ordenhadoras por algum motivo desconhecido eram conhecidas por nunca contrair a varíola. Jenner acreditava que elas estavam recebendo imunidade da varíola bovina, uma doença desagradável mas não fatal. Jenner testou sua teoria pegando pus infectado com varíola bovina e usando-o para inocular um menino de 8 anos de idade.

5 – Esse não era seu filho, a propósito, o que sim, parece meio errado. Especialmente quando você percebe que ele então mais tarde expôs o menino a varíola para confirmar sua teoria. Felizmente, o teste foi um sucesso e Jenner começou a tratar mais pessoas, seu filho incluído. Ele chamou o processo de “vacinação”, usando a palavra latina ‘vacca’ para vaca. Ele publicou seu trabalho em 1798, o qual foi recebido com alguma ridicularização e repulsão. Grande surpresa, colocar o pus de uma pessoa doente em seu corpo não realmente agradava¹ as pessoas.

6 – Outro médico, William Rowley, fez uma afirmação particularmente ultrajante que a vacina causou que um garoto assumisse as características de uma vaca. E o fato de que a vacina não era perfeita, também não ajudava. A vacina de varíola tem sido marcada de efeitos colaterais negativos ao longo da sua história. Até mesmo a dos dias modernos teve alguns efeitos colaterais potencialmente graves. Além disso, no início do século XIX, tudo está ocorrendo antes da teoria do germe e da esterilização adequada.

7 – Então, as pessoas realmente contraiam outras doenças a partir de vacinas contaminadas. Mas apesar de seus problemas, o Reino Unido fez a vacinação obrigatória em meados de 1800. Na verdade, a Grã-Bretanha tornou-se bastante fã do trabalho de Jenner com o Parlamento britânico, eventualmente pagando-o o que equivale agora a cerca de 1 milhão de dólares. Este foi o começo da erradicação de uma das doenças mais notórias da humanidade. No século XX, ainda havia 300 milhões de mortes por varíola em todo o mundo. Mas este século – zero. Nada.

8 – O último caso registrado foi em 1978. Hoje a doença só existe em laboratórios protegidos. Tudo graças a um cientista curioso, algum pus de leiteira e uma realmente, realmente sortuda criança. Ser vacinado é bastante normal, mas e quanto a verificar seu cocô? É na verdade mais importante do que você pensa. Deixe a Amy lhe dizer por que neste vídeo aqui. Então, você teria tomado a primeira vacina de todas²? Deixe-nos saber nos comentários, não se esqueça de curtir esse vídeo e tenha certeza de se inscrever para mais Seeker todos os dias da semana.

  1. Com a frase didn’t really fly with everyone, o autor quer dizer “não agradava/atraia as pessoas”. Superficialmente, a expressão fly with significa “agradar”, “satisfazer”.
    2. The first vaccine ever quer dizer “a primeira vacina de todas”, “a primeira vacina a existir”.

Espero que vocês tenham gostado do vídeo de hoje e da transcrição/tradução! Como sempre, não deixem de visitar o vídeo no Youtube e dar o seu “gostei”, pois assim vocês estão ajudando o trabalho dos criadores desses vídeos incríveis! Link para o vídeo no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=fF5-aJ-o0Os Abração e bons estudos a todos vocês!

Receba o Resumão da Semana!

Quer receber um "Resumão da Semana" todos os sábados no seu e-mail com todos os nossos materiais e conteúdos da semana?

Jamais enviaremos e-mails não solicitados (spam)! Powered by ConvertKit