Home Estruturas do inglês Estruturas do Inglês: Determinante No

Estruturas do Inglês: Determinante No

2857
0
Estruturas do Inglês: Determinante No

A dica de hoje é simples e provavelmente é algo que você já sabe instintivamente, se não tiver estudado ainda, mas que de qualquer forma vale recapitular. É sobre um uso secundário da palavra no, “não”.

Ora, no é uma palavra que não precisa de apresentação. Afinal, provavelmente foi uma das primeiras coisas que aprendemos a dizer em inglês, ou mesmo antes de começar a estudar a língua. No entanto, embora seja uma palavra básica, no tem certos usos que não se traduzem como “não” em português. São os casos em que no é usado no papel de determiner, ou “determinante”.

O que são determinantes? Diferentemente das classes gramaticais, que se referem ao tipo gramatical da palavra (substantivos, pronomes, adjetivos etc.), determinantes simplesmente indicam a função que uma palavra qualquer, seja de qual classe, desempenha.

A função de um determinante é simples: ele é usado antes de uma palavra, geralmente um substantivo, para esclarecer ao que ela se refere. São determinantes os artigos definidos (the man), os artigos indefinidos (a man), os números (two men), os quantificadores (a few men), e assim por diante.

No papel determinante, pois, no tem três sentidos principais:

  • serve como sinônimo de “proibido” (No smoking)
  • substitui as palavras not any (“nenhum”, “nenhuma”, “nenhuns”, “nenhumas”)
  • substitui as palavras not a (“não um”)

Examinemos as três possibilidades com cuidado. Lembre-se de que você pode anotar uma ou duas no seu Anki a fim de fazer aquela boa e essencial revisão mais tarde.

1No como sinônimo de “proibido”:

She had completely ignored the ‘No Entry’ sign.
Ela havia ignorado completamente a plca “Proibido entrar”.

No smoking.
Proibido fumar.

No littering.
Proibido jogar lixo.

Note que geralmente a frase inteira seria No smoking allowed, que literalmente se traduziria como “nenhum fumando permitido”. Isso soa ridículo, mas nos leva ao próximo item, que é…

2 – … no sendo usado para dizer que “não há” algo. Aqui, no é usado como uma contração de not any. Podemos traduzir usando “nenhum” ou “algum”, “qualquer” ou “quaisquer”:

There’s absolutely no reason to get up early tomorrow morning.
Não há absolutamente razão alguma para se levantar cedo amanhã de manhã.

I have no living cousins that I know about.
Eu não tenho quaisquer primos vivos de que saiba.

He had been given almost no opportunity to practise.
Não lhe foi dada quase nenhuma oportunidade de praticar.

There was no hospital in the town.
Não havia hospital algum na cidade.

There’s no butter in the fridge.
Não há manteiga nenhuma na geladeira.

3 – Para substituir not a em frases como I’m not a genius / I’m no genius. Novamente, traduzimos por “algum” ou “nenhum”: “Não sou nenhum gênio”.

It is no surprise that the company failed.
Não é surpresa alguma que a empresa fracassou.

I’m no expert on Japan, but I feel sure the economy will improve dramatically.
Eu não sou nenhum expert sobre o Japão, mas me sinto convicto de que a economia vai melhorar dramaticamente.

He’s no fool – he can see what you’re trying to do.
Ele não é nenhum bobo — ele consegue ver o que você está tentando fazer.

Note que é mais comum, especialmente em linguagem informal, você se referir à ausência de alguma coisa usando a estrutura there is no something do que a estrutura there isn’t any something. No entanto, a segunda possibilidade pode ser usada para enfatizar o fato de que não há nada:

  • There is no cake left in the fridge.
  • Come on, not even a tiny bit?
  • No. There isn’t any cake left at all.

Um comentário final: nothing é simplesmente not anything, mas com essa contração sendo aplicada: not any thing = no thing = nothing.

Conteúdo grátis

BAIXE O MATERIAL DO POST(PDF+MP3) PARA ESTUDAR QUANDO E COMO QUISER.