Home Estruturas do inglês Estruturas do Inglês: Verbo To Be + Infinitivo

Estruturas do Inglês: Verbo To Be + Infinitivo

6920
0
Estruturas do Inglês: Verbo To Be + Infinitivo

Você provavelmente já se deparou com essa estrutura, que é usada para falar do futuro: I am to + infinitivo, You are to + infinitivo, e outras parecidas. E talvez tenha sido difícil entender o sentido de uma frase como, digamos I am to visit their office in a month.

OK, nesse caso o sentido até que ainda é aparente com uma tradução literal:

“Estou para visitar o escritório deles em um mês” (O correto seria “Vou visitar… etc.”).

Mas e quanto à frase: If we are to go there again? Ou então: you are to do as you are told?

Em alguns casos a tradução é bem menos que óbvia, e por isso hoje vamos examinar um por um os diferentes casos em que se emprega a estrutura verbo to be + infinitivo. Pronto? Então bora lá.

1 – Em primeiro lugar, usamos essa estrutura como equivalente do nosso verbo “ir” para para falar de planos, coisas que combinamos ou que pretendemos fazer. Quase sempre, essa estrutura implica um tom mais formal, do tipo que você encontraria numa comunicação oficial, numa obra de literatura antiga etc. Vejamos:

The Prime Minister is to discuss the deal next month.
A Primeira Ministra vai discutir o acordo mês que vem.

She was to leave home for the first time in her life.
Ela ia sair de casa pela primeira vez na vida.

We are to get a 10 percent wage rise next year.
Vamos receber um aumento de 10 por cento do salário no ano que vem.

The plane is to take off at 9.
O avião vai decolar às 9.

I was to have started work last week, but something happened.
Eu ia começar a trabalhar semana passada, mas algo aconteceu.

2 – Em segundo lugar, usamos a estrutura if + pronome + verbo to be + infinitivo para falar de algo que é uma precondição de alguma realização ou acontecimento. Aqui a tradução mais adequada, a meu ver, é “se” + verbo “querer” + infinitivo. Por exemplo:

If we are to get there in time, you better step on it!
Se queremos chegar lá a tempo, é melhor pisar na tábua!

You have to work hard if you are to pass your exams.
Você tem de dar duro se quer passar as suas provas.

I have to act better than that if I am to be a real man.
Eu tenho que agir melhor do que isso se quero ser um homem de verdade.

3 – A estrutura to be + infinitivo é usada para falar de um futuro “oculto”, que não se conhece ou conhecia. Soa estranho, eu sei, mas vejamos um exemplo:

Little did they know that sickly young ‘Teedie’ was to become one of the greatest presidents in American history.
Mal sabiam eles que o doentio jovem “Teedie” viraria um dos maiores presidentes na história dos Estados Unidos.

Como você vê, usamos o futuro do pretérito, “viraria”, mas uma outra tradução seria usar outras palavras: “Mal sabiam eles que o doentio jovem “Teedie” estava destinado a ser um dos maiores presidentes na história dos Estados Unidos”.

Vejamos mais exemplos. Como você pode notar, esse é um uso mais literário da expressão.

It seemed we’d never see each other again, but after that first time we were to meet again many days, to live and work and laugh and cry by each other’s side.
Parecia que nunca nos veríamos novamente, mas depois desta primeira vez iríamos nos encontrar novamente muitos dias, iríamos viver e trabalhar, rir e chorar ao lado um do outro.

I thought we were saying goodbye for ever. But we were to meet again, many years later.
Pensei que estávamos nos despedindo para sempre. Mas nos encontraríamos novamente, muitos anos depois.

4 – Agora chegamos a um exemplo mais prático e comum: ordens. A estrutura é usada para enunciar instruções que na verdade são ordens. Aqui traduzimos a estrutura como o imperativo do verbo “ir” ou do verbo “dever”. Veja:

You are to do all your homework before you go out.
Você vai fazer todas as suas tarefas de casa antes de sair.

She can go to the party, but she is not to be back late.
Ela pode ir à festa, mas não deve voltar tarde.

We are to smoke only in the designated areas.
Nós devemos fumar somente nas áreas designadas.

5 – Parecido com o exemplo anterior, temos o uso de to be + infinitivo em instruções, especialmente escritas. Aqui suprimimos o verbo to be da tradução:

To be taken three times a day.
Tomar três vezes por dia.
(Rótulo de um xarope.)

Em outros casos, traduzimos como “deve”:

The cover is not to be removed.
A coberta não deve ser removida.

Fire alarms are not to be set off unless there is fire.
Alarmes de incêndio não devem ser ativados a menos que haja fogo.

You are to sit quietly during lectures and presentations and take notes.
Você deve sentar em silêncio durante palestras e apresentações e tomar notas.

Com isso, chegamos ao final da dica de hoje. Se você tiver curtido, compartilhe. Se tiver uma dúvida qualquer, comente! Ficamos felizes de responder aos comentários, se bem que pode levar alguns dias até que o façamos. Até a próxima, bons estudos!

Conteúdo grátis

BAIXE O MATERIAL DO POST(PDF+MP3) PARA ESTUDAR QUANDO E COMO QUISER.