Home Dicas para aprender inglês Aprenda Inglês de Verdade: Estratégias que Funcionam Longe das Promessas

Aprenda Inglês de Verdade: Estratégias que Funcionam Longe das Promessas

1328
Aprenda Inglês de Verdade: Estratégias que Funcionam Longe das Promessas

O maior erro de toda pessoa que quer aprender inglês é colocar um tempo para ficar fluente no idioma, uma “meta de longo prazo”. Por exemplo:

“Preciso aprender inglês em 1 ano!”

“Vou viajar para os EUA daqui a 6 meses e preciso aprender inglês!”

“Comprei um curso de inglês em que você fica fluente em 12 meses! Agora finalmente vou aprender!”

Ou mesmo o tradicional “Preciso aprender inglês rápido!”

Sempre que você determina um tempo para aprender inglês, você reduz drasticamente as suas chances de realmente conseguir aprender.

Isso acontece porque aprender inglês, ou qualquer outro idioma estrangeiro, é uma tarefa de longo prazo. Você não vai aprender inglês em 6 meses ou 1 ano (embora muitos cursos e até professores prometam isso). Em 6 meses ou 1 ano você aprenderá o básico do idioma, porém ficar fluente de verdade é algo que leva muito mais tempo e, o mais importante, esse tempo até a fluência será diferente para cada pessoa.

Certas pessoas vão “se matar de estudar” e aprender inglês em 2 anos. Outras pessoas vão estudar num ritmo mais “normal” e levar 4, 5 ou 6 anos para aprender. Comigo mesmo foi mais ou menos assim, eu comecei a aprender inglês por volta dos 16-17 anos e só fui realmente ficar fluente lá pelos 22 ou 23 anos de idade.

E é claro que existem exceções, como pessoas que vão morar nos EUA com uma família americana, ficam 15 horas por dia imersos no inglês e aprendem em 1 ano ou menos. Mas novamente, isso é uma exceção! Para “99.9%” das pessoas (o que provavelmente inclui você), o aprendizado do inglês será uma jornada de longo prazo e, o mais importante, você não tem como saber ou controlar quanto tempo irá durar esse “longo prazo”. O “longo prazo” vai variar de pessoa para pessoa.

Uma pessoa jovem, solteira, sem filhos, que faz cursinho de inglês desde os 8 anos de idade, provavelmente terá mais facilidade para aprender o idioma.

Uma pessoa casada, com 3 filhos, dois cachorros, que nunca fez curso de inglês na vida, provavelmente vai demorar um pouco mais.

Um idoso aposentado, que os filhos já saíram de casa e tem muito tempo livre para fazer o que quiser, provavelmente terá um bom ritmo de aprendizado.

Moral da história: o tempo para aprender inglês será diferente para cada pessoa e não há como prever, saber ou controlar o quão longo será esse tempo.

Eu não sei quanto tempo vai levar para você ficar fluente.

Você também não sabe.

O cursinho ou professor de inglês que te prometeu “fluência em sei lá quantos meses”, eles também não sabem.

Ninguém sabe! Pois simplesmente não há como saber.

É por isso que quando você define um objetivo do tipo “preciso ficar fluente em tanto tempo”, o resultado final, em 99.9% dos casos, será:

1) Você não ficará fluente;

2) Você ficará frustrado por não ter atingido o seu objetivo;

3) Você começará a duvidar da sua capacidade de aprender inglês (vai achar que o problema é você).

4) Você vai desistir de aprender inglês e pensar:

“Poxa, estou há 2 anos estudando e meu inglês ainda é uma bosta!”

Só que a realidade é que provavelmente o seu inglês não é “uma bosta”, provavelmente, se você de fato passou 1 ou 2 anos estudando, você sabe muito mais inglês agora do que sabia um ou dois anos atrás.

No entanto, como os seus estudos foram feitos com base na ideia de “ficar fluente em tanto tempo”, em certo momento você vai perceber que o seu “plano” deu errado, que você ainda está muito longe da fluência.

Só que como você deixou de focar no quanto aprendeu para literalmente focar em uma “meta” de fluência totalmente irrealista, no momento que você percebe que não atingiu seu objetivo, você se frustra, começa a pensar coisas do tipo “eu não tenho jeito para o inglês”, “tenho memória fraca”, “não nasci para aprender inglês”, e muitas vezes acaba desistindo dos estudos.

E novamente, tudo isso vem do fato de você ter colocado na sua cabeça que você “tem que aprender em tanto tempo”.

Inglês em 12 meses.

Inglês até minha viagem para os EUA.

Inglês até 3 anos.

E assim por diante.

Todas essas metas acabam mais prejudicando do que ajudando no seu aprendizado.

COMO RESOLVER O PROBLEMA ENTÃO?

Para resolver esse problema, eu recomendo que você:

1) Esqueça toda e qualquer meta de longo prazo para aprender inglês.

2) Foque 100% na sua rotina diária de estudos.

Veja bem: você não sabe e não tem controle sobre quanto tempo vai demorar para aprender inglês. Logo, traçar metas sobre algo que você não tem controle não faz sentido nenhum.

Por outro lado, você tem controle sobre a sua rotina diária de estudos. Estudar ou não estudar inglês hoje é algo que está 100% sobre seu controle. Quem decide é você.

E, preste atenção agora, o que te levará para a fluência em inglês é justamente a sua rotina diária de estudos (e não as metas malucas de longo prazo).

Quando você vê uma pessoa fluente em inglês, essa pessoa passou milhares de dias estudando inglês, lendo conteúdos em inglês, ouvindo inglês, etc. A fluência é uma consequência direta dos estudos diários, do acúmulo de milhares de horas estudando, lendo, ouvindo, escrevendo e falando inglês.

Agora a melhor parte é que quando você esquece as metas malucas de longo prazo e coloca 100% do seu foco no ESTUDO DIÁRIO, não há como você não aprender, não há como isso “dar errado”.

Veja bem, se você, por exemplo, sentar e passar 45 minutos estudando inglês, seja assistindo uma aula, fazendo um curso, lendo um texto, procurando palavras que não sabe, etc., desde que você estude com seriedade e prestando atenção, você sempre vai aprender!

Em outras palavras, o aprendizado está totalmente sob seu controle e você pode estudar e aprender inglês todos os dias sem risco de isso “dar errado”.

E é justamente esse “estudar e aprender inglês todos os dias” que, no longo prazo, te levará até a fluência.

Porém, como nem eu, nem você e nem ninguém sabe quanto tempo levará para chegarmos nessa fluência, o foco não deve estar na fluência ou nas “metas de longo prazo”, mas sim no ESTUDO DIÁRIO.

O seu objetivo deve ser simplesmente: ESTUDAR INGLÊS HOJE.

E depois de estudar, você apenas repete esse objetivo amanhã, depois de amanhã, e todos os outros dias em diante.

O foco é na MELHORA do inglês. E todo dia que você estuda inglês, o seu inglês melhora. Não tem como isso dar errado.

E caso ainda assim você queira colocar uma meta de longo prazo, coloque a meta de “melhorar meu inglês o máximo em X tempo”.

Por exemplo: “Melhorar meu inglês o máximo possível nos próximos 6 meses”. “Melhorar meu inglês o máximo possível até sei lá quando…” Porém jamais crie a expectativa de que seu inglês deverá estar em tal nível daqui sei lá quanto tempo. Esse tipo de meta é irrealista e vai prejudicar o seu aprendizado.

Novamente, as única coisas que importam são ESTUDAR INGLÊS HOJE e MELHORAR O SEU INGLÊS.

Todos os dias você deve se perguntar: hoje eu estudei inglês e aprendi algo novo?

Se a resposta for SIM, você está no caminho certo, basta repetir isso amanhã.

Se a resposta for NÃO, isso significa que hoje o seu inglês não melhorou e provavelmente você até esqueceu um pouco do que sabia, porém lembre-se de que estudar ou não está totalmente sob seu controle e você pode hoje mesmo resolver esse problema.